25/04/09

Grândola, Vila Morena


Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade

Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade


"Grândola, Vila Morena"
é a canção composta e cantada por José Afonso e que foi escolhida pelo Movimento das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos. A canção refere-se à fraternidade entre as pessoas de Grândola, no Alentejo, e teria sido banida pelo regime salazarista como uma música associada ao Comunismo. Às zero horas e vinte minutos do dia 25 de Abril de 1974, a canção era transmitida na Rádio Renascença, a emissora católica portuguesa, como sinal para confirmar as operações da revolução. Por esse motivo, a ela ficou associada, bem como ao início da Democracia em Portugal.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Gr%C3%A2ndola,_Vila_Morena





21/04/09


LIGORIO, D. ALPHONSO DE – HOMO APOSTOLICUS – INSTRUCTUS IN SUA VOCATIONE AD AUDIENDAS CONFESSIONES, SIVE PRAXIS, ET INSTRUCTIO CONFESSARORUM // EDITIO TERTIA // BASSANI, MDCCLXX // 3 volumes, encadernados num só. Encadernação da época. € 175,00

Obra completa. Possui algumas manchas de humidade e algumas galerias feitas pelo bicho, mas que já não representam qualquer perigo para a obra e não afectam a mancha de texto. Com falta da parte superior da lombada.

ARANHA, BOAVENTURA MACIEL – CUIDADOS DA MORTE, E DESCUIDOS DA VIDA – REPRESENTADOS NAS VIDAS DOS SANTOS, E SANTAS // COM A ADDIÇÃO DAS PRODIGIOSAS VIDAS DOS DOUS MAYORES SANTOS - Lisboa, Na Officina de Francisco Borges de Sousa, Anno de MDCCLXI (1761); de XXIX-906 págs. Encadernação da época em inteira
pele € 200,00
Exemplar com falta superior da lombada. Apresenta duas folhas que necessitam de ser restauradas. Possui algumas manchas.

09/04/09


DUPUIS, JULES-FRANÇOIS - HISTÓRIA DESENVOLTA DO SURREALISMO - 2.ª edição portuguesa. Lisboa, Edições Antígona, 2000. Tradução de Torcato Sepúlveda; de 155-IV págs. Br. € 7,50

Exemplar muito estimado.